Nome do curso e Modalidade no Relatório Enade

O CENSUP 2019 já está disponível e com ele as Notas Enade. Desde 2015, só era possível distinguir a nota entre os cursos com o mesmo nome de área na mesma IES com o “Código ME”. Entretanto, as últimas três edições disponibilizaram um ótimo recurso facilitando e permitindo gerarmos à nota enade por todas as dimensões de curso, como — grau do curso, modalidade, data de início do curso.

As divulgações são anuais, porém, as áreas de avaliação são distribuídas ao longo dos três anos do Ciclo Avaliativo.

Formulário Avançado

No formulário avançado selecione as métricas referente ao Enade, precedentemente não era possível selecionar dimensões e restrições da variável curso. Agora, basta selecionar nas suas dimensões, nome do curso, modalidade, grau do curso.
Caso deseje definir a nota enade de determinado curso, utilize o (campo) restrições e insira o curso que deseja.

Abaixo o resultado do formulário para o cenário de Porto Alegre somente para cursos presenciais.

 

Indicador Predefinido

Esta funcionalidade ficou ainda mais fácil no indicador predefinido, basta selecionar no campo Ver Por, nome do curso, nome da área entre outras possibilidades.

Resultado da Nota Enade por curso em Porto Alegre da Universidade Federal do Rio Grande o Sul.

Lembrete: Esta funcionalidade só está disponível nos três últimos anos da série histórica, para obter resultados inferiores a estes anos são necessários utilizar apenas a dimensão: Nome da Área.

Boa análise!
Até a próxima.

Relembrando Relatórios

O Censo da Educação Superior 2019 já esta disponível no Mercadoedu, e estar atualizado é indispensável para ter êxito em suas análises. Neste tutorial veremos alguns dos relatórios mais utilizados para estar preparado para essa nova edição do CENSUP. 

Para criar um novo relatório, basta clicar no ícone “Relatórios” no menu à esquerda da ferramenta. Você será direcionado ao formulário avançado do ensino superior.

Lembrando que:

Métricas – É o resultado numérico esperado para a consulta. As métricas (primárias) são dados diretamente ligados à educação.

Métricas secundárias – As métricas secundárias são referentes aos dados que não esta diretamente ligados à educação, como por exemplo, informações demográficas.

Equações – Nas equações você pode criar indicadores compostos, permitindo uma relação matemática entre as métricas do relatório de acordo com as necessidades do índice a ser gerado.

Dimensões – Nesse campo é definida a forma com que os dados serão apresentados. Você pode selecionar quantas dimensões forem necessárias em seu relatório. Ao inserir métricas secundárias as dimensões ficam limitadas apenas até município, ou seja é possível inserir dimensões de Estado, Cidade e Mesorregião.

Restrições – É onde você informa condições para limitar sua consulta de acordo com os seus interesses e com a informação desejada.

Relatórios

  • Matriculados – O relatório de Matriculados irá informar o número de alunos matriculados no cenário que você definir ao gerar o relatório. Os alunos matriculados são todos aqueles que, na data de referência do Censo da Educação Superior, estavam na situação “Cursando” ou na situação “Formado”, seja qual for o ano de ingresso no curso.
Neste exemplo dimensionamos apenas por Nome da IES na cidade de São Paulo
Resultado do relatório nível Brasil por Sigla da IES, Nome do curso e Modalidade
  • Ingressos – O relatório de Ingressos informa o total de alunos ingressos no ano do Censo por processos seletivos ou qualquer outro meio de ingresso, no cenário definido ao gerar o relatório. Lembrando que o número de ingressos considera todos os alunos que efetivaram a sua primeira matrícula no curso no ano do Censo. Se ao longo do ano eles evadiram ou mudaram seu vínculo com a IES de qualquer maneira, permanecem sendo ingressos naquele ano. Ou seja, a situação deles ao longo do ano não altera o fato de serem alunos ingressos.

A novidade neste tutorial é para as métricas de 1º semestre e 2º semestre que informa o quantidade de aluno ingressos via processo seletivo mais outro meio por semestre.

Total de ingresso via processo seletivo e outro meio e ingressos por semestre
  • Enade – O conceito Enade avalia o desempenho dos estudantes na prova do Enade. As divulgações são anuais, porém as áreas de avaliação são distribuídas ao longo dos três anos do Ciclo Avaliativo. No formulário avançado podemos analisar inúmeras formas como por exemplo: Enade Faixa e Enade Contínuo, Total de alunos, Percentual de alunos participantes.
O enade contínuo informa a nota exata obtida, já o enade faixa arredonda para faixa mais próxima

Ao inserir só métricas referentes a alunos no formulário do enade  as dimensões do questionário enade ficam disponíveis possibilitando gerar o perfil dos alunos que realizaram a prova. 

 

Concluímos que entender os formulários fará muita diferença na hora de criar novos relatório nesta edição de 2019 e com isso criar estratégias para o sucesso da sua IES.

Boa análise!
Até a próxima.

 

Indicador Predefinido de Segunda Graduação

Somando ao Perfil do Aluno, o Indicador de Segunda Graduação é fundamental para analisar o vasto mercado após a primeira graduação, e com isso, entender o foco dos alunos na escolha da segunda graduação. Dinâmico e completo, o indicador de Segunda Graduação nos permite criar inúmeras possibilidades como: analisar a mudança de área de atuação, crescimento do ensino a distância e presencial, último ano na segunda graduação, entre outras possibilidades.

Por exemplo: ao selecionar a série histórica desejada e dimensionar por Curso de formatura e Curso da segunda grad. conseguiremos analisar a troca de área entre o primeiro curso para uma segunda graduação.

Neste exemplo selecionamos a cidade da segunda graduação Porto Alegre, nessa situação percebemos que grande parte dos alunos se mantiveram na mesma área cursando uma segunda graduação em Ciências Contábeis.

Outro exemplo que podemos considerar é mais completo onde podemos analisar os alunos que se formaram em determinada IES, e na segunda graduação voltaram para IES de origem e no mesmo relatório saber a última situação deste aluno.

Analisando a UFRGS para o curso da primeira graduação Direito, temos uma situação de troca de área e alguns alunos com a matricula trancada na segunda graduação.

Conhecendo o Indicador

Este indicador é um pouco diferente dos demais pois conta com 17 dimensões diversas, e nos campos de IES e Curso você pode definir conclusão e a segunda graduação. Além disso há campo de modalidade e última situação na segunda graduação.

Entender este indicador fará muita diferença na hora de captar alunos já formados, e de manter alunos que estão em processo de conclusão na mesma IES.

Curso de origem Psicologia e a cidade de destino Porto Alegre.

 

Boa análise!
Até a próxima.

Nome dos cursos no relatório de CPC

O relatório de CPC é calculado a partir da nota ENADE e uma série de outros componentes. Seus dados são analisados apenas por área do curso, e a partir de 2015 é possível distingui-los por curso.

Muitas vezes temos dúvidas de como gerar o relatório de CPC de forma a conhecer o nome do curso. Nesse tutorial vamos esclarecer como vincular os cursos do Enade e os cursos do Censo. Dessa forma será possível dar mais significado ao dados, integrando as informações acadêmicas do CPC com as informações de mercado do Censo da Educação Superior.

Primeiro iremos verificar o código do curso de graduação* para depois obter o nome do curso.

No formulário avançado usaremos as métricas CPC Contínuo e CPC Faixa. É possível usar apenas uma métrica, porém como queremos este relatório completo, deixaremos as duas.

Suas métricas ficarão assim:

O indicador de CPC avalia os cursos a cada três ano, ou seja os cursos avaliados em 2018 foram avaliando anteriormente só em 2015.

Nas dimensões é preciso selecionar Código do curso de graduação, assim será possível saber o código do curso que, posteriormente, nos possibilitará conhecer o nome do curso, modalidade, grau e outras dimensões referentes a curso.

Neste exemplo estamos restringindo apenas pela cidade de Porto Alegre.

O resultado do relatório será a nota CPC de todos os cursos avaliados em Porto Alegre, via código do curso de graduação.

Exemplo de relatório de CPC em Porto Alegre.

Nome do Curso e outras dimensões

Com os códigos de cursos de graduação gerados anteriormente no relatório de CPC, poderemos incluí-los como restrições de Código do curso em um novo relatório do formulário avançado. 

No exemplo abaixo usaremos a métrica de Total de alunos matriculados e nas dimensões deixaremos as principais dimensões referente a Curso.

Utilizamos as principais dimensões de curso, é possível incluir outras dimensões como Sigla da IES, Nome da IES.

As suas restrições deverão ficar  assim:

Perceba que são os cinco primeiros códigos do curso de graduação do nosso relatório de CPC

Desta forma você consegue saber exatamente de qual curso a nota CPC está se referindo.

*Os cursos que não tiveram pelos menos dois estudantes concluintes participantes não têm seu CPC calculado. 

Boa analise!
Até a próxima