Penetração do Ensino no Formulário Avançado

O indicador de penetração do ensino informa a porcentagem de alunos dentro do target (população) de 18 a 24 anos. Esse indicador é ideal para analisar a quantidade de alunos frente a população de determinada idade.

Já disponível nos relatórios predefinidos com o target de 18 a 24 anos, é possível gerar esse indicador no formulário avançado com outra faixa etária e analisar os resultados para cada métrica. O indicador de penetração do ensino gera resultados para penetração bruta que se refere ao percentual de alunos matriculados dentro do target, e a penetração líquida  que é o percentual de alunos na faixa etária indicada independente de sua situação de ensino dentro do target indicado.

Para criar um novo relatório, basta clicar no ícone “Relatórios” no menu à esquerda da ferramenta. Você será direcionado ao formulário avançado do ensino superior. Lembrando que:

Métricas – É o resultado numérico esperado para a consulta. As métricas (primárias) são dados diretamente ligados à educação. Para gerarmos o relatório de penetração do ensino usaremos as seguintes métricas: Total de alunos matriculados, Faixa etária (25 – 29) e Faixa etária (30 – 34), métricas que se encontram sob o grupo “Aluno”. Você pode usar outra faixa etária bastando apenas seleciona-la.

Métricas secundárias – As métricas secundárias são referentes aos dados que não esta diretamente ligados à educação, como por exempo, informações demográficas. As métricas secundárias nos ajudarão com complementar nossas análises. Neste relatório usaremos as métricas de população por idade respectivamente com faixa etária, ou seja ao usar a faixa etária de 25 – 29 e faixa etária (30 -34) a métrica de população será população 25 a 29 anos de idade e população 30 a 34 anos de idade.

Suas métricas deverão ficar assim:

Métricas primarias e secundárias no formulário avançado

Neste relatório iremos criar três equações população target, penetração bruta e penetração líquida.

Equação Penetração Target

Na equação de população target iremos somar as duas métricas de população, assim saberemos o target total das idades selecionadas.

A equação da métrica população target é a soma das métricas População de 25 a 29 anos de idade com População de 30 a 34 anos de idade.

Equação Penetração Bruta

A equação de penetração bruta sera a métrica de Total de alunos matriculados  x 100 e dividiremos por nosso target total. Como temos a opção de percentual nas opções avançadas multiplicamos direto por esta função, deixamos o sufixo porcentagem e duas casa decimais e a opção de arrendondar com Não.

Na equação de penetração bruta multiplicamos a métrica Total de alunos por 100 usando a opção de Percentual nas opções avançadas.

Equação Penetração Líquida

A equação de penetração líquida é feita com a faixa etária selecionada, nesta equação somaremos (faixa  etária (25 – 29) + faixa etária (30 – 34) e dividiremos por nosso target total, também colocaremos o sufixo de porcentagem e deixaremos duas casas decimais.

É importante lembrar de colocar a soma das faixas etárias em parenteses, a opção de percentual deve estar marcado com Sim.

Dimensões – Nesse campo é definida a forma com que os dados serão apresentados. Você pode selecionar quantas dimensões forem necessárias em seu relatório. Como inserimos métricas secundárias nossas dimensões ficam limitadas apenas até município, ou seja é possível inserir dimensões de Estado, Cidade e Mesorregião.

Restrições – É onde você informa condições para limitar sua consulta de acordo com os seus interesses e com a informação desejada. Neste caso iremos restringir apenas pela cidade de Porto Alegre.

O resultado desse relatório será uma análise completa que você define como preferir com o formulário avançado.

Exemplo de penetração do ensino de Porto Alegre com target de 25 a 34 anos.

Em Porto Alegre 49,60 % dos alunos matriculados representam o target total,  já 30,02 % dos alunos com a mesma faixa etária vinculados em qualquer situação representam o target total.

Boa análise!

Qual a performance do curso que eu planejo ofertar?

Definir e analisar indicadores de desempenho é um processo fundamental para determinar o alcance/sucesso de um curso, e consequemente, do crescimento de uma instituição de ensino superior. Através de métricas específicas, é possível que gestores avaliem performances com assertividade, definindo quais as melhores estratégias para o avanço de suas IESs no atual mercado.

Você sabe qual a performance dos cursos que sua IES já oferta? E daqueles que planeja ofertar?

Números de matriculados por curso no mercado do Rio de Janeiro/RJ. Veja o relatório completo aqui.

No relatório acima, é possível analisar o número total de alunos matriculados em cada curso no mercado do Rio de Janeiro, entre 2013 e 2018. Através do percentual de  crescimento, pode-ser observar os cursos que tiveram aumento ou declínio dentro do período e mercado apresentados.

Com o Mercadoedu, também é possível realizar o cruzamento de diversos outros indicadores, especificando crescimento, evolução ou tendência de um determinado curso, cidade, estado ou instituição. Estabelecer uma cultura de análise de indicadores eficaz, colabora para que a sua IES desenvolva estratégias mais ajustadas de captação e retenção. Saiba mais em: www.mercadoedu.com.br.

Quais as IES com a melhor captação?

O processo de captação envolve a análise da performance de cada curso, considerando as influências do mercado de trabalho, da economia, e da concorrência. Além do planejamento de marketing, o aperfeiçoamento da oferta e a distribuição dos esforços de acordo com o potencial de cada curso, são primordiais para um processo comercial eficaz.

Segundo dados gerados em nossa plataforma, no ano de 2017, registramos 2,6 milhões de alunos ingressos na graduação privada (presencial e EAD). Um crescimento superior a 7% em relação a 2016. Quanto às instituições atuantes, também em 2017, foram contadas 2.447 IES (veja os gráficos abaixo). Um valor que aumenta gradativamente se comparado aos números dos anos anteriores. Deste total, 8,1% correspondem a Universidades, enquanto 82,5% representam Faculdades, e 7,7%, Centros Universitários.

Número total de IES atuantes de 2009 a 2017
Organização acadêmica em 2017

Apesar do crescimento que esses números sugerem, não foram todos os players que observaram essa tendência, longe disso. A situação econômica dificulta muito a atuação das IES, que tem o ticket médio maior. O nível de competitividade na captação cresceu bastante, bem como o set competitivo, tornando necessário planejar as ações de captação de forma muito mais cuidadosa.

Com os relatórios do Mercadoedu, é possível ter acesso aos diversos indicadores do mercado da educação superior, de maneira fácil e rápida. Através deles, é possível combinar métricas e criar padrões de acordo com os seus cenários de interesse, visando as informações necessárias para a estruturação do seu processo de captação.

Se interessou? Acesse o nosso site e conheça mais, ou, se preferir, preencha o formulário e agende uma demonstração!